• Mercado Livre Solidário

A digitalização do terceiro setor veio pra ficar

E a sua organização, está preparada para mobilizar recursos online? Veja algumas dicas para fazer isso.



Em vez de bazares e eventos presenciais, campanhas online, lives para mobilização de recursos, vaquinhas virtuais e sites com sistemas para recebimento de doações. A pandemia de Covid-19 acelerou a digitalização do terceiro setor e, ao que tudo indica, esse é um caminho sem volta.


Segundo o Monitor das Doações, os eventos virtuais já arrecadaram mais de R$ 17 milhões durante a pandemia. Bons exemplos foram as seis lives patrocinadas pelo Mercado Pago, que arrecadaram mais de R$ 400 mil para ONGs como AHPAs, Amigos do Bem, APAE, CUFA e Hospital o Amor. As doações foram feitas via QR code durante as apresentações.


E a sua organização, como vem se adaptando a essas novidades? Hoje vamos mostrar como é possível tornar a tecnologia uma grande aliada na captação de recursos. Há diversas ferramentas fáceis de usar e que podem ser uma mão na roda nesse processo.


Pra começo de conversa, ter um bom site continua sendo fundamental. Afinal, é nele que você vai concentrar as informações sobre projetos, campanhas e prestação de contas. Há construtores de sites como o Wix e o Google Sites, que qualquer pessoa com conhecimentos computacionais básicos consegue usar. Alguns templates já vêm com as opções de lojas virtuais e botões para doação.


Dica! O Wix oferece um upgrade para o plano Premium para organizações sem fins lucrativos, por tempo limitado. Integrantes do Mercado Livre Solidário também podem criar lojas virtuais com 100% de bonificação utilizando o Mercado Shops.


A partir do site é possível integrar outras ferramentas importantes para o processo de atrair e fidelizar os doadores. Veja alguns exemplos:



ATRAIR

  • Design: há ferramentas que facilitam muito a vida na hora de criar posts, banners e apresentações com visual profissional. São simples de usar e especialmente úteis para instituições que não possuem agências de comunicação ou profissionais de design dedicados à criação das peças de comunicação. O Canva Brasil, por exemplo, oferece uma opção gratuita para organizações sem fins lucrativos.


  • Ferramentas de busca: com o perfil de negócios Google você pode criar uma ficha com informações básicas sobre a sua organização, que poderá ser acessada via busca do Google ou Google Maps. É um jeito interessante de criar uma presença para a sua organização na internet, mesmo que ela não tenha um site.


  • Promoção do seu site ou impulsionamento de posts em redes sociais: se a sua organização tiver alguma verba para divulgação de campanhas de arrecadação, vale a pena experimentar o uso dos anúncios pagos. Tanto o Google quanto o Facebook, Instagram, Twitter (que inclusive oferece créditos gratuitos para organizações sem fins lucrativos) e YouTube permitem a seleção do público, dos temas de interesse e do prazo de veiculação, entre outros.


Dica! Vale a pena conhecer os recursos que o Google disponibiliza gratuitamente para organizações sem fins lucrativos, que inclui créditos para anúncios no Google e no YouTube.



CONDUZIR À AÇÃO

  • Landing pages: são páginas mais simples e “vendedoras”, pensadas estrategicamente para conduzir o usuário a uma ação: “doe agora”, “cadastre-se”, “baixe o e-book”, “inscreva-se”, “compre em nossa loja”, etc. Os próprios construtores de sites oferecem essa opção, mas outras alternativas são o Unbounce e o Instapage.


  • E-mail marketing: seu site poderá captar o e-mail dos usuários e enviar newsletter periódicas para os cadastrados. Uma das ferramentas mais populares é o Mailchimp, que permite configurar o layout do e-mail, gerenciar e segmentar sua lista de contatos e automatizar disparos (veja este excelente tutorial preparado pela RockContent). Para organizações que possuem até 2 mil contatos, a ferramenta é gratuita!


  • Eventos online: durante a pandemia ficaram famosas as lives solidárias para a arrecadação de recursos pelas redes sociais. Outras duas ferramentas que permitem eventos abertos ou fechados, com cobrança de ingressos ou não, são o Sympla e o Eventbrite.



RECEBER AS DOAÇÕES

  • Mercado Livre Solidário: utilizando os meios de pagamento do Mercado Pago é possível captar doações com taxas bonificadas, por meio de soluções como botão no site, links nas nas redes sociais ou mensagens de WhatsApp, QR code e maquininha. Além disso, você pode vender produtos ou serviços pelo Mercado Livre sem pagar comissão, com bonificação de 100%. A gente ainda vai te ajudar a aprimorar cada dia mais sua estratégia de captação de recursos online.


  • Financiamentos coletivos: em algumas plataformas é possível captar até mesmo recursos de fora do Brasil. Todas cobram um percentual do valor arrecadado, mas no caso de organizações sem fins lucrativos é possível negociar. Algumas boas opções são: Vakinha, Welight e Benfeitoria.


Como você pode ver, o processo de digitalização pode abrir um novo universo de possibilidades para a sua organização. Vamos continuar explorando com mais profundidade algumas dessas ferramentas nas próximas edições. Fique de olho ;)


25 vistas

Entradas Recientes

Ver todo

MercadoLibre©Copyright 2019. Todos los derechos reservados.

Diseñado por                     en la plataforma de 

wingu.png
wix.png